Home / Notícias gerais / 5 de Maio: Dia da Língua Portuguesa celebrado na ONU
Dia da Língua Portuguesa celebrado na ONU

5 de Maio: Dia da Língua Portuguesa celebrado na ONU

Este ano, as comemorações do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa repartem-se por 180 ações que decorrem em 57 países. O grande destaque vai para a celebração nos jardins das Nações Unidas, em Nova Iorque, diante todo o dia 5 de maio.

O Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) celebra-se a 5 de maio, data em que é anualmente comemorada desde a sua instituição por resolução do Conselho de Ministros da organização, reunido na Cidade da Praia, Cabo Verde, em 2009.
“A língua portuguesa constitui o pilar mais sólido da Comunidade (dos Países de Língua Portuguesa) e é também o das muitas manifestações artísticas e culturais que se exprimem em português”, considerou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, na apresentação do programa de celebrações do Dia da Língua Portuguesa, que decorreu no Ministério dos Negócios Estrangeiros.
Este ano, as comemorações são promovidas em 57 países através de 180 ações, algumas das quais tiveram início antes mesmo da data oficial e que se prolongam para lá do 5 de maio e são para o Camões, I.P. (Camões – Instituto da Cooperação e da Língua), “uma das prioridades da ação cultural externa de Portugal”, assinalou, por sua vez, o presidente do instituto, Luís Faro Ramos.
Do lado português, está envolvida toda a rede externa do Ministério dos Negócios Estrangeiros e a rede do Camões, I.P, através das Coordenações de Ensino, Centros de Língua, Cátedras, Leitorados e Centros Culturais Portugueses. “É um esforço assinalável mas corresponde a uma das prioridades da ação cultural externa de Portugal”, disse ainda o presidente do Camões, I.P.
Mas na sua grande maioria, as ações são desenvolvidas por pelo menos dois a três países membros da CPLP. “As comemorações têm uma característica muito relevante: juntar num mesmo evento as embaixadas dos países que compõem a CPLP, dependendo sempre das representações diplomáticas que estão acreditadas num determinado país”, explicou Luís Faro Ramos.

Um dia inteiro nos jardins das Nações Unidas

As manifestações culturais abarcam “uma grande riqueza e diversidade” com programas multidisciplinares, entre conferências, colóquios, encontros, palestras, exposições, cinema, espetáculos, revelou Luís Faro Ramos.
Mas o grande destaque vai para uma celebração do Dia da Língua Portuguesa que decorre hoje, durante todo o dia, nos jardins da Organização da Nações Unidas (ONU).
“A sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, é um lugar particularmente apropriado para festejarmos a língua oficial de nove países, precisamente porque estão lá todos representados”, sublinhou o presidente do Camões, I.P.
Para o ministro dos Negócios Estrangeiros, a celebração nos jardins das Nações Unidas, “dá uma nova expressão simbólica e institucional a estas iniciativas”.
“Porque o que vai acontecer conjuga todas estas parcerias. Porque, sob coordenação do Camões, I.P., implica a participação ativa de todas as missões permanentes dos países da CPLP junto das Nações Unidas, porque envolve também a colaboração dos consulados gerais do Brasil, em Nova Iorque, e de Portugal, em Newark e porque mobiliza a coordenação do ensino de português nos EUA”, assinalou Augusto Santos Silva durante a apresentação do programa de celebrações.
Augusto Santos Silva destacou ainda que as atividades culturais decorrem junto de uma organização na qual “todos os países da CPLP investem muito” e junto de um sistema “no qual nós pensamos que a língua portuguesa a mais ou menos médio prazo se tornará, com toda a justificação e mérito, também uma língua oficial”.
O programa de atividades inclui um encontro com escritores de língua portuguesa residentes nos EUA e outros que se deslocam propositadamente àquele país, espetáculos teatrais, momentos de música e de convívio.
“Assistiremos a um programa multidisciplinar, com espetáculos de música, uma mesa redonda de autores com Onésimo Teotónio de Almeida e Ricardo Araújo Pereira, e uma performance teatral”, revelou Luís Faro Ramos.

Este ano, as comemorações do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP repartem-se por 180 ações que decorrem em 57 países.

Celebrações nos cinco continentes

As iniciativas têm lugar em todos os continentes e, em grande parte, resultam do trabalho conjunto das representações diplomáticas dos países membros da CPLP.
Augusto Santos Silva revelou algumas das iniciativas que comprovam a diversidade geográfica e de ações que se realizam no âmbito do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP.
Em Xangai (China), o 5 de maio é o pretexto para se iniciar um mês inteiro de projeção de documentários realizados em língua portuguesa, enquanto em Montreal (Canadá) e em duas cidades da Roménia, a data é o ponto de partida para se organizarem festivais de curta-metragem que se exprimem em português.
E em Cuba marca o início de uma mostra de cinema que se faz em português, enquanto em Seul (Coreia do Sul) é o pretexto para convidar as pessoas a criarem literatura em língua portuguesa.
“A nossa língua é uma língua de pluralidade, de diferenças”, assinalou na apresentação o ministro da Cultura, sublinhando que a ação cultura externa de Portugal “tem sido uma realidade que vem encontrar uma alta expressão na Feira do Livro de Guadalajara (México), com a participação de Portugal como convidado de honra”.
“Mas há muitos outros momentos e estamos em permanente construção de uma cooperação cada vez mais estreita entre Cultura e Negócios Estrangeiros para um mesmo objetivo: a promoção da cultura portuguesa no mundo e também das culturas de língua portuguesa”, acrescentou Luís Castro Mendes.

As celebrações nos países da CPLP

Nos países da CPLP, as atividades ganham um maior simbolismo.
No Centro Cultural Português em Luanda, Angola, houve a 4 de maio, um recital a evocar vozes poéticas da CPLP. Na Guiné-Bissau decorre até 5 de maio uma semana da língua portuguesa.
Já na Guiné Equatorial, a 3 e 4 de maio, as Jornadas Comemorativas do Dia da Língua Portuguesa aconteceram com o apoio das Embaixadas de Angola, Brasil, Portugal e S. Tomé e Príncipe em colaboração com o Ministério dos Assuntos Exteriores e da Cooperação da Guiné Equatorial. O programa contou com a presença das comunidades lusófonas radicadas no país, e incluiu ainda nacionais de Cabo Verde e da Guiné Bissau.
Em Moçambique, entre outras atividades, a 5 de maio realizam-se Encontros de Português – Língua de Ciência, nas cidades de Beira, Lichinga, Nampula e Quelimane.
Em Cabo Verde prolongam-se até ao dia 10, no Centro Cultural Português da Praia, as Jornadas de Língua Portuguesa
No Brasil, de entre os vários eventos, Gilberto Gil e Carminho apresentam-se hoje, na Sala São Paulo com o ‘Concerto Letras de Luz’, numa parceria da Embaixada de Portugal, Consulado Geral de Portugal em São Paulo e a EDP Brasil.
Já em São Tomé e Príncipe, a Igreja da Madre de Deus acolhe a 7 de maio um concerto de guitarra portuguesa e fado, interpretado por Custódio Castelo e Ana Paula Gonçalves, com entrada livre.
Por último, em Dili, Timor-Leste, está a acontecer de 2 a 12 de maio, a Semana da Língua Portuguesa. A ação é promovida pelo Centro Cultural Português em Díli, com a colaboração da Embaixada do Brasil, Fundação Oriente, Arquivo e Museu da Resistência de TL, Escola Portuguesa Ruy Cinatti, Universidade de Timor Lorosa’e, Projeto CAFÉ e Projeto Formar Mais.
Atualmente, 261 milhões de pessoas falam português nos cinco continentes. Em 2050, estimam as Nações Unidas, serão 388 milhões e no final do século serão quase 500 milhões de falantes de português.
É língua oficial dos nove Estados membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), está entre as cinco línguas mais faladas no mundo, sendo a língua mais falada no hemisfério sul. Em 2017 foi a quinta língua mais falada na internet. É ainda língua de trabalho oficial em mais de 30 organizações internacionais.
O português é ensinado como língua materna às comunidades lusófonas no âmbito do Ensino do Português no Estrangeiro, a cerca de 70 mil alunos do ensino básico e secundário em 17 países. É ainda ensinado como língua estrangeira a 90 mil alunos nos ensinos básico e secundário e a mais de 100 mil estudantes universitários.
A programação completa das celebrações do Dia da Língua Portuguesa, nos 57 países, pode ser consultada no portal do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, em http://www.instituto-camoes.pt/sobre/comunicacao/dia-da-lingua-2018/
Ana Grácio Pinto

Fonte: Mundo Português

Veja também

França apresenta candidatura a Observador Associado da CPLP

A candidatura francesa a Observador Associado da CPLP é motivada pela presença de uma importante …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *